WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



(77) 99965-6548

julho 2020
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: 2/jul/2020 . 17:37

Planalto: Identificado jovem morto a tiros nesta tarde de quinta-feira (02)

Imagens: WhatsApp

Noticiamos há pouco, a informação de que tiros foram deflagrados próximo a fábrica de queijo. Após apurarmos mais detalhes dos fatos, foi constatado que um jovem, identificado como Anderson Oliveira, de idade não informada, foi morto a tiros na Rua JJ Seabra. De acordo com informação o mesmo estava sentado na calçada, quando foi surpreendido pelos disparos de arma de fogo.

Ambulância do Hospital Municipal de Planalto foi até o local prestar os primeiros socorros à vítima, mas ao chegar no local constaram o óbito. A Polícia Militar estar no local.  O fato ocorreu por volta das 16h30 da tarde desta quinta-feira (02).

O corpo será removido para o Instituto Médico Legal – IML de Vitória da Conquista. O caso agora ficará a cargo da Polícia Civil.

Planalto: Tiros próximo da fábrica de queijo; há relatos de uma pessoa ferida

Acabou de chegar para a redação do Blog Plantão Planalto, a informação que tiros foram ouvidos agora há pouco, nas proximidades da fábrica de queijo e o Hospital. Há informações de uma pessoa ferida. A Polícia Militar – PM está no local. O fato aconteceu por volta das 16h30, desta quinta-feira (02).

A qualquer momento mais informações.

Região: Polícia Federal realiza Operação para apurar denúncias de fraudes em licitações

Reprodução: Giro Ipiaú

A Polícia Federal, juntamente com a Controladoria Geral da União, deflagra na manhã desta quinta-feira, 02, a Operação Old School, que visa à repressão de fraudes em licitações e desvio de verbas públicas em Jequié, segunda maior cidade do sudoeste baiano. O prefeito Sérgio da Gameleira foi afastado do cargo por conta das investigações.

As investigações tiveram início no final de 2018, a partir de denúncia de vereadores. Segundo os edis, uma empresa estaria vencendo diversas licitações no município, sendo que em uma dessas licitações, para promover a reforma de 82 escolas nas zonas rural e urbana, os serviços estariam sendo executados de maneira manifestamente insatisfatória.

A partir daí a Polícia Federal iniciou a análise e apurou que o município de Jequié celebrara com a empresa em questão um contrato no importe de R$ 8.853.846,66 (oito milhões, oitocentos e cinquenta e três mil, oitocentos e quarenta e seis reais e sessenta e seis centavos), valor a ser pago com recursos do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e da Valorização do Magistério), e que, de fato, os serviços nas escolas eram de péssima qualidade.

A partir daí, de acordo com a Polícia Federal, foi-se apurado que o município de Jequié celebrou com a empresa em questão um contrato de quase R$ 8,9 milhões, valor a ser pago com recursos do FUNDEF (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e da Valorização do Magistério), e que, de fato, os serviços nas escolas eram de qualidade ruim.

Ainda segundo a PF, foi constatado também que a licitação foi realizada na modalidade “Lote Único”, em contrariedade ao que determinam a Controladoria-Geral da União e o Tribunal de Contas da União, e ainda com o prazo de execução das reformas das 82 escolas em apenas três meses.

As investigações agiram no sentido de apurar que na licitação não havia um Projeto Básico para as reformas, estipulando-se apenas o valor a ser gasto, o que acabou por deixar à escolha da empresa vencedora o que deveria ser feito em cada unidade escolar.

Além da Polícia Federal e da CGU, o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) e o Conselho Municipal de Educação também realizaram vistorias nas obras das escolas, fundamentais para a caracterização das fraudes, sendo que em todas elas foram constatadas falhas graves na execução do serviço de reformas, com emprego de materiais de baixíssima qualidade, além da inexecução de vários serviços.

De acordo com relatório da CGU, concluído em fevereiro de 2019, foi registrado que, do número integral de escolas que foram objeto da licitação, apenas 23 haviam sido entregues até aquele momento, um ano e meio após a contratação, e que em 31 escolas as obras sequer haviam sido iniciadas.

As vistorias apuraram ainda que, passados apenas seis meses dos serviços executados, boa parte das escolas já precisava ser novamente reformada. Em uma das unidades ficou comprovado que reformas previstas no contrato foram novamente executadas por outra pessoa jurídica, também contratada pelo município de Jequié, havendo uma duplicidade de contratação e de pagamento pela municipalidade para o mesmo serviço.

Além disso, as investigações apontaram que houve uma ilegal subcontratação de grande parte dos serviços, sem autorização formal por parte do poder público municipal, inclusive de empresas pertencentes a servidores do município, e sem obedecer aos critérios previstos no contrato celebrado, tal como a utilização de EPIs, por exemplo.

Todos esses aspectos apontam para a ocorrência de superfaturamento e de desvio das verbas públicas no que diz respeito a essa contratação.

Bahia: Prefeito fala em reabrir comércio “morra quem morrer”

Fonte: G1 / Reprodução UOL

O prefeito do município de Itabuna localizado no Sul do Estado, Fernando Gomes Oliveira (PTC), disse na terça-feira, em uma transmissão que viralizou na internet, que vai autorizar a reabertura dos estabelecimentos comerciais na cidade “morra quem morrer”. A flexibilização da medida contra a disseminação do novo coronavírus, segundo o político, deve acontecer no dia 9 de julho.

“Primeiro, o cuidado pela vida. A vida é uma só. Morreu, acabou. Não tem fortuna, não tem pobreza, não tem falência, não tem nada. Mas eu não posso abrir uma coisa que eu não tenho cobertura. Então, com a dúvida, com os nossos morrendo por causa de um leito, em Itabuna, eu vou transferir essa abertura.  Eu fechei no dia 8, mandei já fazer um decreto, que no dia 9 abre, morra quem morrer”, afirmou.

Em nota publicada pelo G1, a prefeitura diz que o prefeito foi mal interpretado e que ele voltou atrás na decisão após receber um relatório da Procuradoria Jurídica do Município informando que a cidade estava com 100% dos leitos de UTI ocupados.

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Itabuna tem 2.637 casos confirmados de covid-19 e 58 mortes registradas.





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia