Foto reprodução: Internet

Depois de quase seis meses, o Instituto Médico Legal (IML) de Vitória da Conquista liberou, na última quinta-feira (18) de novembro, o corpo de um homem que morreu carbonizado durante incêndio em sua residência, no povoado da Cajazeiras, zona rural do município de Planalto. Provavelmente, o que causou a demora foi pendência de exames de DNA e dentre outros, isso pode ter sido a causa de ter impedido que a família retirasse o corpo do IML.

O caso ocorreu no mês de junho e após todo esse período de espera, a família conseguiu a liberação. De acordo com informações, o nome dele é Jivaldo, popularmente conhecido como ‘Preto’.  A idade não foi informada, pois durante o incêndio todos os seus documentos foram queimados pelas chamas.

Na época, o caso chamou atenção da população e dos vizinhos dele na comunidade. Relembre o caso clicando aqui.

Mais uma vez, o Blog se solidariza aos familiares e amigos.